Principal lateral

Mais uma igreja histórica incendiada por extremistas no Chile

A polícia do Chile divulgou um vídeo do incêndio criminoso e lamentou a ação dos extremistas.

Grupos de extremistas encapuzados entraram em confronto, nesta sexta-feira (3), com a polícia do Chile em torno de uma igreja na capital Santiago, enquanto em outros locais manifestantes protestavam contra o governo do presidente Sebastián Piñera.

O templo religioso, que foi fundado em 1876 e é destinado aos serviços religiosos da polícia chilena, foi incendiado durante o primeiro protesto do ano no país.

Localizada perto da Praça Itália, na capital chilena, epicentro da maioria das manifestações que começaram em outubro do ano passado, a igreja de São Francisco de Borja começou a arder após a ação do grupo de homens encapuzados, informa o jornal Gazeta do Povo.

Os encapuzados invadiram a igreja, administrada pela polícia há mais de quatro décadas, e também colocaram fogo nos móveis que levaram para a rua.

Em mensagem no Twitter publicada na noite de ontem, a polícia chilena divulgou um vídeo do incêndio e lamentou o ato de extremismo.

Lamentamos profundamente informar que la Iglesia Institucional San Francisco de Borja, donde fueron despedidos nuestros más de mil mártires, es incendiada por una turba de vándalos. El templo fue construído en 1876 y fue entregado a Carabineros hace más de cuatro décadas.

Vídeo incorporado

Fechado para comentários.