Carolina Ferraz chega a Record em meio a ódio, guerra por 10 milhões na rival e decisão estrondosa: “Bater a Globo”

A atriz, que agora iniciará sua carreira como apresentadora, foi
envolvida em algumas polêmicas e já está sendo odiada
nos bastidores Carolina Ferraz, que se consagrou como uma grande atriz brasileira por conta das obras que fez na Rede Globo, deixou a emissora de forma cruel, se envolvendo em um processo trabalhista.


Agora de casa nova, ela também parece já ter conseguido algumas desavenças na Record.

Mesmo sendo um fenômeno na teledramaturgia, muitas jornalistas da Record não a vêem como uma boa opção para o Domingo Espetacular, no qual sua estréia está prevista para o próximo domingo (12), já que não é formada de fato na profissão.


Alguns vêem o fato como um completo descaso, já que, estando à frente de uma revista eletrônica que tem em partes os moldes de um telejornal, Carolina Ferraz precisaria ao menos de
experiência ou a formação necessária. Tendo alguns trabalhos como apresentadora, ela nunca de fato esteve à frente de algo mais formal e engessado.


Fazendo dupla com o grandioso Eduardo Ribeiro, que está na Record há treze anos, muitos vêem sua escolha simplesmente como jogada de marketing. Conhecida pelo público, alguns relatam que a escolha não foi pela competência, mas sim pela visibilidade.


Com isso, mesmo tendo chego na Record há pouquíssimo tempo, Carolina Ferraz já conseguiu algumas desavenças nos bastidores, já que suas colegas de trabalho não acham que ela tenha sido uma boa escolha. Sem nem mesmo ter estreado de fato, o clima já está tenso.

tv foco

Compartilhe:

One thought on “Carolina Ferraz chega a Record em meio a ódio, guerra por 10 milhões na rival e decisão estrondosa: “Bater a Globo”

Deixe um comentário