VÍRUS CHINÊS: Bolsonaro libera recursos para acelerar vacina: Brasil adere à aliança internacional Covax Facility e disponibiliza R$ 2,5 bilhões

vacina
Aliança foi formalizada através de assinatura de medida provisória | Foto: Divulgação/Flickr

O presidente Jair Bolsonaro anunciou a liberação de R$ 2,5 bilhões para o Brasil ingressar na aliança internacional por vacinas contra o coronavírus, a Covax Facility. Dessa forma, será possível “comprar o equivalente para garantir a imunização de 10% da população até o fim de 2021”, garantiu o governo, na quinta-feira 24. Duas medidas provisórias publicadas pelo Palácio do Planalto formalizaram o ato. “A adesão permitirá o acesso ao portfólio de nove vacinas em desenvolvimento, além de outras em análise”, informou a Secretaria-Geral da Presidência da República, em nota.

Coordenada pela Organização Mundial da Saúde em parceria com outras entidades, a Covax Facility é um consórcio internacional. Sua finalidade é promover acordos multilaterais que acelerem a produção e distribuição de um imunizante capaz de vencer a covid-19. O objetivo do órgão é adquirir e entregar 2 bilhões de doses de vacinas aprovadas até o fim de 2021. Sendo assim, caberá agora à Covax negociar com os fabricantes o acesso às doses, os cronogramas de entrega e os preços. Atualmente, a iniciativa tem nove antivirais candidatos em seu porfólio.

revista oeste

Compartilhe:

7 thoughts on “VÍRUS CHINÊS: Bolsonaro libera recursos para acelerar vacina: Brasil adere à aliança internacional Covax Facility e disponibiliza R$ 2,5 bilhões

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.