“ONGs aparelharam algumas aldeias indígenas”, afirma Sandra Terena (veja o vídeo)

Em entrevista à TV Jornal da Cidade Online, Sandra Terena, jornalista e cineasta indígena, falou de sua experiência à frente da Secretaria de Políticas de Promoção de Igualdade Racial.

Ela foi a primeira indígena a ocupar uma secretaria no governo federal. O caráter pioneiro também se deu quando, em 2003, ela foi a primeira indígena formada em Jornalismo no Brasil. Sandra abordou diversos assuntos na entrevista, como os desafios da questão indígena no Brasil.

“O principal desafio hoje é trazer a verdade, tirar boa parte da ideologização que predomina na questão indígena, assim como ocorreu na parte de educação, de cultura… Muitos parentes ouvem falar dos fatos, de política, e acabam tendo uma visão deturpada, que não condiz com a verdade. Isso também se deve ao trabalho de muitas organizações não governamentais, que aparelharam algumas aldeias, é necessário que haja uma verdadeira reformulação nesse sentido”, ressaltou Sandra.

Movimentos de esquerda e a fake news da Amazônia queimando

Sandra apontou ainda que alguns movimentos de esquerda, com viés ambiental, tentam manipular os indígenas.

“Vivemos agora um momento que é natural que ocorram algumas queimadas, até uma indígena fez um vídeo falando que é uma época que muitas lideranças queimam as roças para poder plantar. E lá fora, alguns indígenas manipulados por movimentos de esquerda, propagam que está havendo um desmatamento da região amazônica, a gente sabe que não é verdade”, ressaltou.

Confira:

JORNAL DA CIDADE
Compartilhe:

One thought on ““ONGs aparelharam algumas aldeias indígenas”, afirma Sandra Terena (veja o vídeo)

  • Avatar
    27 de outubro, 2020 em 5:59
    Permalink

    Hey this is kind of of off topic but I was wanting to know if blogs use WYSIWYG editors or if you have to manually code with HTML. I’m starting a blog soon but have no coding experience so I wanted to get guidance from someone with experience. Any help would be greatly appreciated!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.