Quem é André do Rap? O chefão do PCC solto pelo Ministro do STF Marco Aurélio Mello

O traficante André Oliveira Macedo, conhecido como André do Rap, de 43 anos, ganhou a atenção nacional após receber um habeas corpus e ser solto por decisão do ministro Marco Aurélio, do Supremo Tribunal Federal.

Livre desde o último sábado (10), o homem, que é apontado como um dos chefes da facção Primeiro Comando da Capital (PCC), agora está foragido e entrou para a lista vermelha da Interpol. A suspeita é de que ele esteja no Paraguai.

André possui uma longa ficha criminal. Ele ficou preso entre os anos de 2002 e 2008, quando foi solto. Já em setembro do ano passado ele foi preso novamente, em Angra dos Reis, no Rio de Janeiro.

A polícia afirma que André coordena o envio de drogas do litoral paulista para a Europa. Segundo eles, os entorpecentes são misturados a cargas de exportadores que partem do Porto de Santos rumo ao continente europeu.

Quando foi surpreendido pela polícia, o criminoso estava em uma mansão avaliada em R$ 4 milhões. A investigação também apontou que André alugava uma outra mansão por R$ 20 mil por mês e era dono de um helicóptero e uma lancha, avaliados em R$ 6 milhões.

Apesar do ramo criminoso, o chefão do PCC se apresentava como empresário do setor do entretenimento. Ele realizava shows e eventos de funk, rap e hip hop, além de patrocinar surfistas.

A polícia descobriu o esquema de André ainda em 2013, mas a caça ao traficante se intensificou em 2018, quando ele foi condenado a 15 anos, 6 meses e 20 dias de prisão.

Um dos crimes atribuídos a André foi colocar 145 quilos de cocaína pura dentro de malas despachadas em um contêiner da Friboi, com destino ao Porto de Las Palmas, na Espanha

O PCC também foi acusado de enviar cocaína em meio a cargas de café exportadas para Nápoles, na Itália.

O esquema de André do Rap também é acusado de cooptar a tripulação que que levava as drogas e de receber ajuda de estrangeiros para descarregar os entorpecentes em cada país de destino.

IMPASSE NO STF

Após conceder habeas corpus a André do Rap, alegando que a prisão preventiva por mais de um ano desrespeitava as leis, o ministro Marco Aurélio teve a decisão revogada pelo presidente do STF, ministro Luiz Fux.

A corte está julgando nesta quarta-feira (14) se mantém o habeas corpus ou se segue a decisão de Fux, que determina a prisão de André do Rap.

*Pleno News

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.