SÃO PAULO DO POTENGI/RN: JUSTIÇA PROÍBE DIVULGAÇÃO DE PESQUISA ELEITORAL REGISTRADA PELO INSTITUTO SETA, NO BLOG BG!

A Justiça da Oitava Zona Eleitoral, cuja jurisdição abrange as cidades de São Paulo do Potengi, São Pedro, Santa Maria e Riachuelo, notadamente em Sao Paulo do Potengi, acatou pedido da Coligação “A RECONSTRUÇÃO É AGORA”, que tem como candidato à majoritária, EUGÊNIO PACELLI ARAÚJO SOUTO, no sentido de SUSPENDER a divulgação da pesquisa eleitoral do Instituto Seta e do Blog do BG.

Os motivos da suspensão foram, dentre outros, a escolha aleatória de menos de 25 % das áreas componentes da zona rural do Município, implicando em “estratificar de forma inadmissível a representatividade do eleitorado, podendo “conduzir a resultados divergentes e fora da margem de erro estabelecida”, diz a decisão.

Trocando em miúdos, foram observadas outras diversas inconsistências como a utilização da base de dados do cadastro eleitoral de 2018, que, segundo a decisão, “pode gerar inconsistências insanáveis na análise técnico-estatística, já que toma por piso um número total de eleitores inferior ao atualmente existente, mais precisamente 639 (seiscentos e trinta e nove) eleitores a menos, quantitativo superior, inclusive, ao montante dos pretensos entrevistados.

A pesquisa, destinada a coletar preferências dos eleitores para os cargos de prefeito e vice-prefeito limitou-se a efetuar o trabalho na zona rural do Município, usando uma base de dados desatualizada do cadastro eleitoral do mês de julho de 2018.

A Justiça Eleitoral entendeu que, realmente, diversos requisitos deveriam ter sido observados, sobretudo os requisitos exigidos pela Resolução TSE 23.600/2019, o que não ocorreu na coleta de dados da referida pesquisa.

O número de entrevistados na pesquisa seria de 440 eleitores, utilizando dados desatualizados, isto é, não condizentes com a realidade do eleitorado. 

A decisão, que atinge de forma indireta a Coligação “A Força do Povo”, cujo candidato a prefeito é o Dr. Ivan Dantas de Farias.

A Blogueira comenta:

AGORA EU SEI onde está, realmente a verdade. AGORA EU SEI que estavam tentando fazer pesquisas sem obediência à Lei Eleitoral e a Resolução do TSE, de n.º 23.600/2019!

Agora eu sei que, é muito difícil a Justiça Eleitoral derrubar uma pesquisa, para não incorrer em acusação de censura,  a não ser que as falhas e/ou as ilegalidades sejam GRITANTES!

AGORA EU SEI, E SEMPRE SOUBE, QUE O ELEITOR NÃO PODE SER INDUZIDO AO ERRO! Por isso que, há quatro anos atrás e, mais recentemente, divulgamos PESQUISA FIDEDIGNA, que não foi suspensa ou proibida pela Justiça Eleitoral!

AGORA EU SEI O NÚMERO DO PROCESSO, para quem quiser conferir a decisão na íntegra:

processo nº 0600368-71.2020.6.20.0008 (PJE).

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.