TEM QUEM AGUENTE??? “Estou torcendo muito pela vitória de Biden’, diz comunista ACM Neto sobre eleição nos EUA

O prefeito ACM Neto comentou nesta quinta-feira (5) a eleição dos EUA, afirmando que está acompanhando e torce para o democrata Joe Biden, que enfrenta o atual presidente Donald Trump. “Eu tô torcendo muito pela vitória de Biden nos EUA. Para o mundo é muito melhor que o Biden seja vencedor”, disse, durante inauguração do Mercado São Miguel, na Baixa dos Sapateiros

Neto afirmou que não cabe às autoridades do governo brasileiro falar do assunto. “Claro que se fosse autoridade federal, não me manifestaria. Acho que o país não deve ter posição, não deve se envolver na eleição de outro país. Qualquer que seja o presidente tem que manter relação muito próxima e estreita. Como não sou autoridade federal, posso falar. Torcendo muito pela vitória do Biden”.

Ele falou também da ausência de Bruno Reis no debate ontem organizado pela ABI e OAB-BA. “Tivemos um evento muito importante no horário, eu inclusive participei, um evento que reuniu os principais líderes do segmento evangélico da cidade. Já vinha sendo organizado a algum tempo. É difícil você organizar agenda com oito candidatos”, afirmou Neto, lembrando que Bruno esteve nos debates da Band e da TVE. 

“Eu, como o governador, Rui Costa, não podemos julgar ninguém pela presença e ausência em debates. Já houve debate há 4 anos que não participei. Como teve debate há 2 anos que o governador não foi Cada candidato tem direito de organizar sua agenda como julgar conveniente e avaliar o que é mais importante”, acrescentou.

Neto negou clima de “já ganhou” na campanha de Bruno. “Eleição se resolve no dia, a gente vai trabalhar muito para tentar vencer no primeiro turno, mas só no dia 15”, garante. “Quem acha que já ganhou não está fazendo evento todo dia”.

O prefeito também terá agenda em outras cidades da Bahia nessa semana. Vai a Feira, Conquista, Simões Filho e Lauro de Freitas. Na próxima semana, Senhor do Bonfim. “Minha prioridade absoluta é minha agenda aqui em Salvador, administrativa e tempinho para agenda política. Mas alguns parceiros e amigos do interior que requisitam a minha presença, eu tendo condições de encaixar na agenda, fazendo sentido, eu vou, não tem problema nenhum”, diz. “A partir de janeiro do próximo ano aí sim eu vou estar muito mais liberado para pisar o pé no acelerador, rodar a Bahia toda, o que pretendo fazer”, disse, afirmando de ficar feliz em saber que seu trabalho na capital é bem visto no interior.

correio 24 horas

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.