Alexandre de Moraes determina que jornalista conservador fique em prisão domiciliar

A Polícia Federal voltou cumprir mandados de busca e apreensão e prisão contra o jornalista conservador Oswaldo Eustáquio na manhã desta terça-feira (17).

Segundo a decisão, Eustáquio teria descumprido uma decisão do ministro Alexandre de Moraes, do STF, que o impedia de sair de Brasília sem autorização prévia. O jornalista deverá ficar em prisão domiciliar com uso de tornozeleira eletrônica.

Recentemente, o jornalista fez uma matéria em São Paulo, onde denunciou o suposto “laranjal do Boulos”, um esquema que teria usado empresas de fachada para desviar recursos do fundo eleitoral. A Justiça mandou as plataformas sociais retirarem os vídeo do ar.

A assessoria do jornalista fez uma postagem no Twitter para denunciar que Eustáquio estaria sendo vítima de perseguição por crime de opinião. “O jornalista Oswaldo Eustáquio explodiu o laranjal de Bivar e de Boulos. Por isso foi preso: por crime de opinião”, disse.

“Oswaldo Eustáquio está sendo conduzido à Superintendência da Polícia Federal com mandado de prisão expedido pelo ministro Alexandre de Moraes. Aparentemente a motivação foram as denúncias da trama do golpe de Luciano Bivar (PSL) e o laranjal de Guilherme Boulos”, segundo uma outra postagem da assessoria do jornalista.

O presidente do PTB, ex-deputado federal Roberto Jefferson, saiu em defesa de Eustáquio. “Osvaldo Eustáquio teve sua prisão decretada pelo maridão de dona Vivi, o Cabeça de Ovo, ou Xandão do PCC. Crime atribuído a Osvaldo, OPINIÃO, foi a São Paulo chamar Boulos de corrupto”, disse Jefferson no Twitter.

Compartilhe:

18 thoughts on “Alexandre de Moraes determina que jornalista conservador fique em prisão domiciliar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.