Amizade de Nove Dedos e Emílio Odebrecht foi ‘encontro de almas’… ( almas que protagonizaram o maior esquema de corrupção do Brasil). Fica a dica, Maluzinha!

Autora do livro que conta a história da Odebrecht e seus elos com a história da política nacional, – e seus consequentes escândalos de corrupção -, a jornalista Malu Gaspar definiu a amizade entre o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e um dos proprietários da empresa, Emílio Odebrecht, como um “encontro de almas”. 

“Eu tenho a impressão desse encontro como um encontro de almas. Deu match, como se diria hoje em dia”. disse a jornalista em entrevista ao programa “Conversa com o Bial”, ao falar sobre a obra “A Organização – a Odebrecht e o sistema de corrupção que chocou o mundo”. 

Para Malu, a amizade se deu por conta de uma conjunção favorável de personalidades. “O momento em que o Emílio conheceu o Lula já é interessante por si, são duas pessoas conversadeiras, que gostam de boa comida e boa bebida. Foi na década de 1980, o mundo não tinha como saber o que ia acontecer depois.”

Segundo a autora, na época, Emílio estava com problemas com greves nas plantas petroquímicas da Bahia. Mario Covas, para ajudá-lo, o apresenta a Lula em um almoço que durou até a noite.

O livro de Gaspar é resultado de mais de três anos e meio de apuração: “Fui realmente montando um quebra-cabeças devagarinho, com muita paciência”. 

Na obra, a jornalista faz uma retomada da trajetória de uma pequena empresa baiana que, nos anos 1960, furou o bloqueio das grandes empreiteiras nacionais, tornando-se um império especializado na relação com poderosos.

BAHIA NOTÍCIAS

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.