Donos de restaurantes portugueses fazem greve de fome contra lockdown

Nove proprietários de restaurantes, bares e clubes noturnos iniciaram um quinto dia de greve de fome, nesta terça-feira, diante do Parlamento de Portugal em protesto contra as restrições do coronavírus.

“Precisamos de apoio… para manter a cabeça fora da água”, disse Alberto Cabral, dono de um clube noturno.

Os manifestantes, que acamparam na frente do Legislativo e vivem à base de água, chá ou café doados por seus apoiadores, dizem que não comerão até serem recebidos pelo primeiro-ministro e pelo ministro da Economia.

Mais um dono de negócio se uniu à greve no domingo.

Compartilhe:

6 thoughts on “Donos de restaurantes portugueses fazem greve de fome contra lockdown

Deixe um comentário