Olha aí a qualidade das mulheres que comemoram a legalização do aborto na Argentina (assista o vídeo)

Na madrugada desta quarta-feira (30), a Argentina aprovou definitivamente a legalização do aborto, ou o assassinato legalizado de bebês ainda na barriga das mães.
A proposta já tinha sido aprovada pela Câmara dos Deputados do país platino, mas agora recebeu o aval do Senado, que é presidido pela ex-presidente Christina Kirchner (esquerda), que aprovou a proposta por 38 votos a favor, 29 contra e uma abstenção.

O projeto foi enviado ao Congresso pelo presidente da República, Alberto Fernandez (esquerda). Essa era uma de suas promessas de campanha para o país.


Assim, as mulheres argentinas estarão liberadas por lei, para optar pela interrupção da gravidez até a 14° semana de gestação. Antes, as mulheres daquele país, só podiam realizar o procedimento em caso de estupro ou quando existia risco à vida da gestante.
No Twitter, o presidente argentino comemorou a aprovação de seu projeto:


“O aborto seguro, legal e gratuito é lei. Prometi fazer isso em dias de campanha eleitoral. Hoje somos uma sociedade melhor, que amplia os direitos das mulheres e garante a saúde pública” — declarou.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.