MAIS ARMAS, MENOS MORTES! Bolsonaro anuncia mais medidas para facilitar comércio de armas e munições

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) anunciou nesta segunda-feira (11/1) que deve assinar ao menos três decretos relacionados à flexibilização das regras para registro, posse, porte e comercialização de armas e munições para colecionadores, atiradores esportivos e caçadores, os chamados CACs.

“Tem três decretos para sair. Eu acho que sai essa semana. Eu não posso ir além da lei. Agora, a gente vai facilitar mais coisa para vocês aí”, disse a apoiadores, no Palácio da Alvorada.

A declaração do presidente ocorre após a BBC News Brasil revelar que quase 180 mil novas armas de fogo foram registradas na Polícia Federal (PF) em 2020. Trata-se de um recorde influenciado pelas medidas do atual governo, que facilitaram o acesso a esses itens no país.

Em 2020, foram registradas 179.771 novas armas – número 91% maior se comparado ao ano de 2019, quando foram registradas 94.064 novas armas.

Bolsonaro disse que o número ainda é “pouco” e que “tem que aumentar mais”. “Nós batemos recorde ano passado em relação a 2019, né – de mais de 90% de venda de armas. Tá pouco ainda, tem que aumentar mais, porque o cidadão de bem muito tempo foi desarmado”, afirmou.

Metrópoles

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.