Padre diz que Doria é “neurótico” e detona restrições do comércio: Líder religioso comparou o gestor estadual a figuras históricas como Nero e Adolf Hitler e pediu que população não tolere mentiras

Um padre da cidade de Laranjal Paulista, no interior de São Paulo, usou uma de suas homilias para dar um recado duro ao governador de São Paulo, João Doria (PSDB), por conta das medidas de restrição determinadas pelo tucano nas últimas semanas no estado. Na mensagem, o padre Edison Geraldo, chama o gestor de “neurótico” e critica as incoerências do poder público.

– O povo tem que parar e gritar: “Ninguém vai fechar nada”. Que palhaçada é essa. O povo vai morrer de fome? Começa lá… O neurótico do governador, quanto ele ganha por mês? Mais de R$ 40 mil? [Que ele] Divida o salário dele com os pobres aqui, com os pais de família que vão ficar sem [renda], com o vendedor ambulante que não vai ganhar nada. Se é para fazer a coisa certa, vamos lá – protestou o padre.

O sacerdote também questionou os protestos feitos contra o governo do presidente Jair Bolsonaro e destacou que tais atos são “neurose”. O líder religioso também afirmou que os “buzinaços” não contribuem em nada para a melhora do Brasil e que visam apenas “implodir o país”.

– Vamos todo mundo nos unir para o bem e para salvar o povo, mas ninguém quer salvar o povo, querem implodir o Brasil, detonar por dentro, para o Brasil morrer. São Paulo ‘tá infestada? Cadê o dinheiro que foi lá para São Paulo? – questionou.

Por fim, o clérigo voltou a tecer críticas contra Doria, a quem chamou de inconstante e que disse sofrer de “neurose”. O líder religioso ainda disse que o gestor paulista vive “fora da realidade” e comparou o tucano a Nero e Adolf Hitler.

– Chega de ficar engolindo tudo que mandam para nós. Não, nada de obedecer a esse tipo de gente. Parem de engolir mentiras, essas falcatruas, essa maracutaia toda, essa falácia sem fundamentação nenhuma, tá na hora de gritarmos também – completou o padre.

https://www.facebook.com/watch/?v=426167452163721
Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.