Comunista Rui Costa do PT demonstra inabilidade administrativa e autoritarismo vira opção

Na semana passada o governador da Bahia anunciou toque de recolher em todo o estado da Bahia, sob o pretexto de supostamente conter o avanço da pandemia na Bahia com suas variantes e novas cepas. Passados apenas dois dias com as restrições abusivas que lembram estados autoritários, Rui Costa anunciou já para esta segunda-feira (22) a ampliação do toque de recolher, ou seja, todos os cidadãos residentes na Bahia estão desautorizados a sair das suas casas das 20h às 5h, sob pena de serem detidos e levados para delegacia.

Se estivéssemos relembrando a história dos regimes totalitários da União Soviética de Stalin ou da Itália de Mussolini, certamente não surpreenderiam medidas desumanas que claramente transformam cidadãos em meras “coisas” desprovidas de direitos pertencentes ao estado. Quando seu direito de ir e vir e outras liberdades inerentes ao ser humano são desautorizadas com imposição de força por um sujeito que governa, não podemos chamar de tratamento humano, muito menos democrático, é ditadura sim.

Constantemente visando desviar o foco da sua inabilidade administrativa (incompetência), bem como da sua ganância e de seus pares (cumplices) sobre o poder e os recursos públicos, o governador que implementou o caos total na Bahia acusa sem qualquer fundamento ou lógica o presidente da república, Rui Costa se encaixa naquela máxima, “acuse-os do que você faz, chame-os do que você é”. Sim, quando o governador da Bahia indevidamente ataca o presidente da república na tentativa de desqualificar o chefe do executivo nacional, Rui está falando dele próprio, das suas incompetências, inabilidades e capacidades de fazer o mal.

Quem é o genocida senão aquele que mergulhou 40% da população baiana numa margem miserável abaixo da linha da pobreza? Ou ainda, quem é que odeia a vida senão aquele que impõe ao estado baiano a marca de ter o maior número de extremamente pobres? Maior taxa de analfabetismo é na Bahia, ensino médio entre os três piores do Brasil, nota zero no ensino público a distância e entre as maiores taxas de evasão escolar, quem é o destruidor de vidas? Em recente publicação sobre violência, a Bahia ostentou 4 das 10 cidades mais violentas do país, atualmente os baianos vivenciam a triste realidade em que facções criminosas tomam todas as regiões e impõem violências sem precedentes. Quem é o governador facínora da Bahia onde tudo isso acontece? Mas parece que ainda uma parte da população prefere ser enaganada ao acreditar nas falácias de que “a culpa é de Bolsonaro”.

Não parece ser muito humano a partir deste dia 22 (segunda-feira) reduzir inclusive o horário dos transportes públicos, qual será o resultado? Mais pessoas usarão os transportes num mesmo horário o que resultará em mais aglomeração! Aliás, durante todo ano de 2020 decisões arbitrárias e contraditórias como estas foram tomadas, porque para eles não importam a lógica ou a saúde, importa manter a narrativa visando os próprios interesses políticos. As novas restrições resultarão ainda em mais empresas declarando falência, mais desemprego num estado que já batia recordes antes da pandemia, mais miséria, fome e violência.

Definitivamente, a Bahia pede socorro!

DA REDAÇÃO – BAHIA TOTAL

Compartilhe:

5 thoughts on “Comunista Rui Costa do PT demonstra inabilidade administrativa e autoritarismo vira opção

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.