Maranhão é o último colocado em índice de vacinação no Brasil

Apesar de toda a lamúria sobre envio de vacinas e constantes críticas ao Governo Federal, o governador Flávio Dino (PCdoB) não está tendo a capacidade de vacinar os maranhenses com os imunizantes que já chegaram. O Maranhão ocupa o último lugar no índice de vacinação nacional.

Números do Consórcio de Veículos de Imprensa mostram que apenas 0,15% da população já chegou a tomar a segunda das vacinas. Das 306.540 mil doses recebidas pelo estado, apenas 112.706 foram aplicadas. Pouco mais de 30%.

A situação poderia ser muito pior se a Prefeitura de São Luís não tivesse vacinado 77,07% do público-alvo.

Na televisão, o secretário de saúde Carlos Lula tem afirmado que “dificuldades geográficas” dificultam a logística da vacinação. A desculpa esfarrapada do secretário não resiste a uma simples constatação: Amazonas, Roraima ou Acre, estados localizados no meio da selva, possuem índices melhores do que os maranhenses.

Apesar da flagrante incompetência em distribuir e garantir que os imunizantes sejam aplicados, o secretario de saúde cobra o envio de mais vacinas ao estado pelo Ministério da Saúde. A cara-de-pau é tão grande que o governo, segundo o próprio Carlos Lula, enviou liminar ao Supremo Tribunal Federal pedindo a compra de mais doses da vacina.

E mesmo cobrando mais vacinas por meio de liminar, a Secretaria Estadual de Saúde dispõe de quase 50 mil doses de CoronaVac que só serão distribuídas apenas na semana que vem.

Isso é uma vergonha…

https://linharesjr.com/
Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.