Quem são os genocidas mesmo? A pergunta que não quer calar

Governadores e prefeitos das grandes cidades e uma rede de televisão, ano passado, disseram que o coronavirus era só uma gripezinha, que podia ter carnaval. Na prática, incentivaram a proliferação do vírus.


Na época, o governo Bolsonaro já havia decretado estado de emergência. Eles não se importaram.


Chegaram as eleições municipais e estes gestores corruptos, juntamente com o congresso nacional também corrupto, mantiveram as eleições, mesmo que adiadas. A Justiça Eleitoral chegou a convocar mesários voluntários.


Depois do carnaval foram adotadas medidas comunistas de prisão domiciliar contra o povo brasileiro, até às eleições.


A conta das insanidades chegou agora. Nesse interregno, recursos bilionários enviados pelo governo Bolsonaro, em muitos estados e cidades, foram desviados por estes governadores e prefeitos corruptos.


Agora, estão impondo outra vez Lockdowns, culpando o povo pelo aumento do contágio vírus chinês.
No RN, a desgovernadora fechou hospitais e mais de 80 leitos de UTI e tem o cinismo de culpar o povo e decretar medidas ditatoriais, impedindo o povo de trabalhar.


Quem são os genocidas mesmo? A pergunta que não quer calar

Compartilhe:

8 thoughts on “Quem são os genocidas mesmo? A pergunta que não quer calar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.