Assessor de Bolsonaro questiona se governadores do nordeste serão chamados para CPI: Escândalo da compra de respiradores, em que o Consórcio Nordeste pagou R$ 49 milhões por respiradores que nunca chegaram

O Tenente Mosart Aragão, assessor especial do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), questionou, em suas redes sociais, se os governadores da região nordeste também serão convocados para prestação de esclarecimentos na CPI da Covid.

Em um post, o tenente relembra o caso dos respiradores que foram comprados pelo Consórcio Nordeste, mas sequer foram entregues, em duas negociações. O prejuízo está na casa dos R$ 49 milhões para os estados. Na época, o governo da Bahia foi responsável pelas tratativas, por Rui ser presidente do Consórcio.

“E o escândalo da compra de respiradores, em que o Consórcio Nordeste pagou R$ 49 milhões por respiradores não recebeu um equipamento sequer, serão convocados para depor na CPI?”, questionou.

Compartilhe:

5 thoughts on “Assessor de Bolsonaro questiona se governadores do nordeste serão chamados para CPI: Escândalo da compra de respiradores, em que o Consórcio Nordeste pagou R$ 49 milhões por respiradores que nunca chegaram

Deixe um comentário