Censura de censores: redes sociais que chegaram a banir Trump agora querem explicações de Moraes

A estagiária de cabelo azul das redes sociais olha com lupa os termos, conceitos e piadas que podem ser considerados infames ou constituir discurso de ódio ou fake newsAlexandre de Moraes manda censurar perfis que são acusados de usar termos ou conceitos falsos, além de supostas fake news ou ofensas a ministros do Supremo Tribunal Federal (STF).

Agora Google e Twitter estão acusando Alexandre de Moraes de mandar censurar conteúdos e perfis que considera ofensivos.

 Produzir censura é uma bola de neve que rola, aumenta e se transforma em uma avalanche que acaba por cair na cabeça de todo mundo, inclusive do censor. A coisa degringolou de vez no mundo, e no Brasil mais ainda. No nosso bananão, um político foi preso por fazer um vídeo para exorcizar satanás das igrejas; uma menina de 1,5 m foi presa por dizer que daria uns tabefes num ministro; um deputado foi preso por dizer que um ministro poderia apanhar na rua.

Bazófias vazias que para o Xandão, que prende e arrebenta, são crimes de lesa pátria. Redes sociais que chegaram a banir Donald Trump por coisa alguma e mantém os líderes do Talibã, que massacram mulheres em suas plataformas, querem agora explicações do Xandão, prendedor e censor que manda banir sem dó nem piedade usuários destas mesmas plataformas que também censuram seus usuários.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.