“Não aprenderam a trabalhar ainda”, diz Bolsonaro sobre imprensa FICA A DICA!

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) voltou a criticar nesta segunda-feira (11) a atuação da imprensa durante entrevista em Guarujá (SP). Ao ser questionado sobre as 600 mil mortes pela covid-19, o chefe do Executivo disse que não queria se “aborrecer”. Depois, afirmou que os profissionais de imprensa têm “um papel enorme, mas não aprenderam a trabalhar ainda”.

Qual país não morreu, gente? Qual país não morreu, gente? Qual país não morreu, gente? Responda, deixa de… Olha, não vim me aborrecer, por favor”, afirmou. O presidente ainda não havia comentado sobre a marca no número de mortes durante a pandemia, atingida na 6ª feira (8.out).

Bolsonaro passa o feriado prolongado no litoral paulista. Contrariando normas sanitárias, o presidente não tem usado máscara em aparições públicas na cidade desde que chegou, na 6ª feira.

O chefe do Executivo foi multado em Peruíbe por não utilizar o equipamento de proteção. Além de não usar máscara, o presidente tem provocado aglomerações ao cumprimentar apoiadores.

Na conversa com jornalistas, Bolsonaro respondeu perguntas com ironia ao falar da situação econômica do país. Sobre a medidas de combate à crise hídrica, afirmou que “ligou para São Pedro” para mandar chuva ao Brasil.

Gente que vivia da informalidade foi para a lona, se não é a gente arranjar o auxílio emergencial teríamos saques a supermercados, né, imprensa querida, isenta?”, disse.

Em outro momento, o presidente disse palavrões ao responder uma pergunta sobre o avanço do modal ferroviário no Brasil.

Estamos ressuscitando o modal ferroviário. Qual é o transporte mais caro? Não é caminhão, não, é o aéreo, porra. Foda né? Foda discutir com os caras. Qual transporte mais caro? Ele não sabe responder, pô, imprensa. Vocês têm um papel enorme, mas não aprenderam a trabalhar ainda”, declarou.

Na noite de sexta-feira (8), um grupo de jornalistas da TV Tribuna, afiliada da Rede Globo no litoral de São Paulo, foi agredido durante a cobertura jornalística da chegada de Bolsonaro ao Guarujá. No domingo (10.out), Bolsonaro foi questionado sobre o episódio. Ele respondeu era “contra qualquer agressão”.

Poder 360

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.