Consórcio Nordeste: A casa caiu para o protegido de Renan Calheiros

CPI da Covid no RN: Kelps quer convocar governador da Bahia e mais 6 para  explicar compra de respiradores - Portal 98 FM Natal

Depois de Renan Calheiros e Omar Aziz boicotarem por diversas vezes a convocação de Carlos Gabas para prestar depoimento na Comissão, a situação do executivo do Consórcio Nordeste ficou complicada. Pois a Comissão do Nordeste partiu para o ataque e conseguiu um grande avanço nesta quinta feira dia 14.

A Comissão de Inquérito do Rio Grande do Norte aprovou nesta quinta-feira a quebra dos sigilos bancário, fiscal, telefônico e telemático do secretário executivo do Consórcio Nordeste, Carlos Eduardo Gabas. O requerimento foi apresentado pelo presidente da Comissão Kelps Lima (SOLIDARIEDADE).

Consórcio Nordeste repassou R$ 48 milhões antecipados a empresa Repker

Embora o executivo do Consórcio tenha sido sempre resguardado por Renan Calheiros e companhia na Comissão do Senado, sua proteção não durou muito. Afinal, Carlos Gabas foi convocado à Comissão do RN para prestar depoimento sobre possíveis irregularidades nos processos de aquisições de respiradores pelo Consórcio Nordeste durante a pandemia.

A Comissão pede explicações sobre a compra dos respiradores para a empresa Repker que não tinha experiência no ramo e não entregou os equipamentos, apesar de ter recebido cerca de 48 milhões do Consórcio Nordeste, sendo que 4,8 milhões foram do Rio Grande do Norte.

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.