Deputados do PTB vão à Justiça pedir afastamento de Roberto Jefferson do comando do partido

Cinco deputados federais e um deputado estadual do PTB foram ao Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJ-DF) pedir o afastamento de Roberto Jefferson da presidência do partido e de toda a direção nacional da sigla.

Segundo eles, os motivos são os “ataques” do ex-deputado ao STF e o alegado uso indevido do fundo partidário. Jefferson está preso em Bangu 8, no Rio de Janeiro, desde agosto, após ter seu pedido de prisão autorizado por Alexandre de Moraes.

No pedido, os deputados acusam Jefferson de ter transformado a sigla em um “feudo pessoal” e fazer uso de canais oficiais de comunicação do partido como “instrumento de agressão, de propagação de discurso de ódio e de ruptura ao Estado Democrático de Direito”.

Em seguida, eles pedem que a Justiça afaste com urgência o ex-deputado do comando da sigla, tendo em vista o “indubitável perigo de dano que agravaria ainda mais os prejuízos irreparáveis já sofridos pelo partido”.

Em nota enviada ao UOL, a assessoria de imprensa de Jefferson alegou que o ex-deputado é vítima de uma “tentativa de golpe” dentro do partido liderada por Antônio Albuquerque, o deputado estadual que assina o pedido e preside o diretório do PTB em Alagoas.

gazeta brasil

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.