Petrobras está pagando caro por ‘assaltos’ em governos anteriores, diz Bolsonaro

O presidente Jair Bolsonaro, que participou de sua tradicional live semanal um pouco mais cedo do que o habitual nesta quinta-feira, 28, afirmou que a Petrobras vem “pagando dívidas bilionárias” causadas por “assaltos” à empresa em governos anteriores. Segundo o chefe do Executivo, o ideal seria que a companhia desse um lucro “não muito alto, como tem dado”.

“Falei para o Paulo Guedes colocar a Petrobras no radar de uma possível privatização. Porque se é uma empresa que exerce monopólio, ela tem que ter seu viés social, no bom sentido. Ninguém quer dinheiro da Petrobras para nada”, afirmou Bolsonaro. “Queremos que a Petrobras não seja deficitária, obviamente, e invista também em gás, e não apenas em outras áreas.”

“A Petrobras tem que ser uma empresa que dê um lucro não muito alto, como tem dado. Além de lucro alto para acionistas, a Petrobras está pagando dívidas bilionárias de ‘assaltos’ que ocorreram há pouco tempo na empresa.”

O presidente da República voltou a criticar a política de preços da estatal e reiterou não ser o responsável pelos sucessivos aumentos dos combustíveis nas refinarias.

“O que acontece: eu não aumento. A Petrobras é obrigada a aumentar o preço, porque ela tem que seguir a legislação, e nós estamos tentando buscar maneiras de mudar a lei nesse sentido”, disse Bolsonaro. “Porque não é justo: você vive em um país que paga tudo em real, um país que é praticamente autossuficiente em petróleo, e tem o preço de seu combustível atrelado ao dólar. Realmente ninguém entende isso”, completou.

revista oeste

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.