Alcolumbre começa a ficar sem saída e afastamento já é uma realidade

Nesta quarta-feira, dia 03 de novembro, o presidente da CCJ do Senado Federal Davi Alcolumbre (Democratas-AP) recebeu péssima notícia em relação a seu futuro à frente da comissão especial do Senado. Afinal, mais um partido entrou com representação solicitando o afastamento do Senador.

Após o escândalo em que Alcolumbre empregava servidores fantasmas em seu gabinete. Vale frisar, que segundo as denúncias a prática era realizada a pelo menos 5 anos, e por isso, uma bancada de senadores do partido Podemos defende que o presidente da CCJ ( Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania) seja afastado.

Se for confirmado afastamento de Alcolumbre, Rodrigo Pacheco deve determinar os trabalhos da CCJ

A situação de Davi Alcolumbre não é das melhores e os senadores já defendem que os trabalhos na CCJ sejam determinados pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco. Afinal, de acordo com Álvaro Dias, a situação atual da CCJ já está inviabilizando o bom funcionamento dos outros poderes.

Alcolumbre vem marcando sua passagem pela presidência da CCJ, uma comissão tão importante com um vexame atrás do outro. Além dos escândalos envolvendo o senador, Alcolumbre também é acusado de sabotar a indicação de André Mendonça, pois já ultrapassa os 3 meses sem data definida para a tão esperada sabatina. Ou seja, seu afastamento, se for concretizado, será a melhor ação dele à frente da CCJ.

Compartilhe:

Deixe um comentário