Ministro do TSE dá dez dias para PSDB explicar o barraco e fiasco suspensão das Prévias no último domingo

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Benedito Gonçalves deu um prazo de dez dias para que o PSDB explique a suspensão das prévias ocorrida no último domingo. O aplicativo de votação virtual do partido emperrou por falhas técnicas e impediu que cerca de 40 mil filiados registrassem o seu voto.

A decisão foi dada em um processo movido pelo advogado Gustavo Futagami, que é filiado ao PSDB em Mato Grosso. Ele entrou com um pedido de liminar para que as eleições fossem suspensas até que os programas no aplicativo fossem resolvidos.

Segundo o advogado, as falhas técnicas “ferem direito líquido e certo do filiado de escolher, através do voto, o próximo presidenciável do PSDB”. Disputam a indicação o governador de São Paulo, João Doria; o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite; e o ex-senador Arthur Virgílio.

Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.