Após puxar coro contra Jair Bolsonaro mandando presidente tomar no “C” Ivete Sangalo começa a perder patrocínios

Vento que sopra cá sopra lá. A cantora Ivete Sangalo, que puxou um coro num show em Natal (29/12) contra o presidente Jair Bolsonaro, está vivendo seu inferno particular. Além de perder seguidores em suas redes, a atitude política no palco pode doer no bolso. Estrela da campanha dos Supermercados Guanabara, o cliente já pensa na possibilidade de tirá-la do ar.

Toda a equipe de comunicação dos Supermercados Guanabara teve que gerenciar a crise criada por Ivete ao longo desta semana. A campanha na TV logo saiu do ar. E há discussões em andamento para que não volte. A campanha que ia ao ar até dia 11 morreu.

Nos bastidores já se fala em encerrar o contrato com a cantora. Os patrocinadores do The Masked Singer Brasil estão sendo pressionados a deixar o programa, que estreia em 23 de janeiro. São eles AliExpress, Lenovo-Motorola, Mercado Pago, Perdigão, Renner, TikTok, Tim e WhatsApp.

Com cerca de 25% a 30% em média em pesquisas de intenção de votos, Jair Bolsonaro tem um eleitorado engajado nas redes sociais. Ivete Sangalo, que sempre se manteve distante de debate político, estreou na brincadeira com o pé esquerdo.

Compartilhe:

42 thoughts on “Após puxar coro contra Jair Bolsonaro mandando presidente tomar no “C” Ivete Sangalo começa a perder patrocínios

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.