Depois que realizaram grandes aglomerações: Prefeituras de cidades do interior do RN suspendem shows e eventos privados até março

Prefeituras de pelo menos duas cidades do Rio Grande do Norte determinaram a suspensão de shows e eventos privados até março, por causa do aumento de casos de covid-19 e gripe.

Em Tibau, no Oeste potiguar, o decreto suspende a realização de qualquer evento que “promova aglomeração de pessoas” até o dia 25 de março. O município também determinou a exigência de passaporte da vacina para entrada em estabelecimentos comerciais, seguindo o decreto estadual sobre o assunto.

Em Areia Branca, na mesma região, a prefeitura do município anunciou que vai publicar um decreto suspendendo eventos públicos e privados até 6 de março. Segundo o secretário de Saúde do município, Thiago Tavernard, houve aumento superior a quatro vezes nos casos positivos para covid-19, nos últimos dias.

“Fomos obrigados, diante desse quadro instável, a tomar a decisão de decretar a suspensão de eventos públicos e privados, festivos, de qualquer natureza”, afirmou.

Na última segunda-feira (24), o Ministério Público e a Defensoria Pública do Rio Grande do Norte ingressaram com uma ação civil pública na Justiça para que o governo do estado proíba os grandes eventos de massa, seguindo as recomendações feitas pelo comitê científico estadual e publicadas em um relatório no dia 13 de janeiro.

Na terça-feira (25), a Prefeitura de Natal também decretou a suspensão de shows e eventos públicos e privados, mas voltou atrás e alterou o decreto, que foi republicado em uma edição extra do Diário Oficial do Município. Na capital, apenas os eventos públicos esperados para o período de Carnaval seguem suspensos. O município também contrariou o decreto estadual suspendendo o passaporte da vacina.

G1RN

Compartilhe:

Deixe um comentário