Bolsonaro: ‘Inadmissível achar que aquele bandido de nove dedos vai resolver problemas do país’

O presidente Jair Bolsonaro participou de solenidade que marcou o início dos testes da Unidade de Processamento de Gás Natural (UPGN) do Gaslub Itaboraí

O presidente Jair Bolsonaro fez duras críticas ao petista Luiz Inácio Lula da Silva nesta segunda-feira, 31, e deu o tom do discurso que deve usar contra o adversário nas eleições de outubro.

Ao participar da solenidade que marcou o início dos testes da Unidade de Processamento de Gás Natural (UPGN) do Gaslub Itaboraí, o chefe do Executivo chamou Lula de “bandido”.

“O mesmo cara que quase quebrou o Brasil de vez e deixou um prejuízo de quase R$ 1 trilhão na Petrobras agora quer voltar à cena do crime”, disse Bolsonaro. “Se aquele bando, aquela quadrilha voltar, não vai ser só a Petrobras que eles vão roubar. Vai ser a nossa liberdade. É inadmissível achar que aquele bandido vai resolver os problemas do país.”

Em seu discurso, Bolsonaro disse ainda que, caso Lula seja eleito presidente da República, é provável que o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu e a ex-presidente Dilma Rousseff voltem ao primeiro escalão do governo.

“Alguém acha que, se o cara voltar, José Dirceu não não vai para a Casa Civil? Ou que a Dilma não vai para a Defesa? Seria a Defesa mesmo, já que ela é mandona. E é uma arma poderosa”, completou.

Compartilhe:

Deixe um comentário