RUI COSTA PODERÁ SER PRESO? Decisão favorável na justiça Americana complica mais ainda a vida do governador da Bahia

Vem circulando nos grandes meios de comunicação da Bahia, a vitória do governo da Bahia na justiça dos EUA, o ressarcimento no valor de U$ 8,4, referente uma compra mal sucedida de 600 respiradores com a empresa americana Ocean 26 Inc. 

O acordo judicial foi celebrado e homologado pelo Tribunal Distrital dos Estado Unidos do Distrito Central da Califórnia. 

A compra foi formalizada em março de 2020 e a entrega dos equipamentos deveria ter sido realizada em abril daquele mesmo ano. Mas nunca foram entregues, onde motivou a ação judicial.  

Naquele mesmo ano, a empresa Pulsar devolveu ao Consórcio Nordeste o valor de US$ 7,9 milhões, referentes à aquisição de 750 respiradores.

A empresa não conseguiu cumprir o prazo de entrega dos equipamentos e o governador Rui Costa, que presidiu o consórcio à época, solicitou a devolução dos recursos investidos.

Pois bem, a empresa Hempcare é a única que ainda não efetivou a devolução dos recursos antecipados pelo Governo Estado. 

A Hempcare era a empresa laranja dos petistas para receber o valor da propina. 

Com essa decisão que veio a público, mostrou que Rui Costa, no mesmo período, comprou respiradores superfaturados (R$ 49 milhões por 300 respiradores) que nunca chegaram. Enquanto isso, a justiça brasileira mostrando sua morosidade deixando impunes corruptos que desviaram recursos em plena pandemia.

Uma CPI no Rio Grande do Norte, foi constatado o superfaturamento e o desvio do dinheiro público na compra dos 300 respiradores comprados por Rui Costa, através do Consórcio Nordeste.

A justiça dos EUA puniu a empresa Americana, enquanto a Justiça do Brasil fechou os olhos para a empresa brasileira que superfaturou e não entregou os 300 respiradores.

Compartilhe:

2 thoughts on “RUI COSTA PODERÁ SER PRESO? Decisão favorável na justiça Americana complica mais ainda a vida do governador da Bahia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.