QUE PAÍS É ESSE? Felipe Neto também debocha da justiça eleitoral: “Cala a boca já morreu quem manda na minha boca sou eu” disse

Felipe Neto ataca família Bolsonaro e faz desabafo

Arrogantes, Felipe Neto e Anitta pregaram desobediência à Justiça Eleitoral após o TSE decidir aplicar multa estipulada em R$ 50 mil em casos de novas manifestações caracterizadas como propaganda político-eleitoral no festival musical Lollapalooza.

Enquanto o youtuber Felipe Neto afirmou nas redes sociais que irá ajudar financeiramente os artistas que descumprirem a decisão do TSE, a cantora ironizou o valor da multa: “50 mil? Menos uma bolsa”.

Felipe Neto também disse que colocaria à disposição dos artistas os advogados do grupo ‘Cala Boca Já Morreu’, que ajudou a criar, para defesa daqueles que decidam ir contra a decisão.

“Artistas no Lolla, Muitos não podem lidar com perseguição do governo. Caso sejam perseguidos por se posicionarem, nosso movimento Cala Boca Já Morreu se dispõe a ajudá-los com a defesa. Se alguém for condenado e precisar, eu ajudo a pagar essa multa ilegal”, escreveu o influenciador.

Anitta além de ironizar o valor da multa, debochou da lei, questionando se a lei valeria fora do país, justificando de maneira arrogante que os festivais nos quais se apresenta “são só internacionais”.

Entenda o caso

O PL, partido do presidente Jair Bolsonaro, acionou o Tribunal Superior Eleitoral no sábado, após a cantora Pabllo Vittar levantar, durante o show que fez no evento, uma bandeira com a foto do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT)

Na decisão, o ministro do TSE Raul Araújo entendeu que “a manifestação exteriorizada pelos artistas durante a participação no evento, tal qual descrita na inicial, e retradada na documentada anexada, caracteriza propaganda político-eleitoral”

Pelo despacho de Araújo, fica proibida “a realização ou manifestação de propaganda eleitoral ostensiva e extemporânea em favor de qualquer candidato ou partido político por parte dos músicos e grupos musicais que se apresentem no festival”, sob pena de multa de R$ 50.000,00 por ato de descumprimento.

Com informações de O Globo

Compartilhe:

Deixe um comentário