Governo estuda zerar imposto de importação de 11 produtos

O governo estuda uma nova rodada de reduções de alíquotas de Imposto de Importação. A ideia é fazer um corte geral de 10% e zerar a alíquota de 11 produtos, incluindo alimentos e aço, que tem grande peso na construção civil. A expectativa com isso é conter a alta de preços gerada pela inflação.

O tema pode ser tratado em reunião da Câmara de Comércio Exterior (Camex) nesta semana.

Em março, o Comitê Executivo de Gestão da Camex decidiu zerar as alíquotas de seis alimentos. A ideia agora é ampliar a lista de produtos isentos. Já em novembro de 2021, o governo cortou em 10% as alíquotas do Imposto de Importação. A proposta é fazer novo corte na mesma proporção.

Além disso, será reduzida, em 10%, a Tarifa Externa Comum (TEC) — conjunto de tarifas sobre a importação estabelecido em 1º de janeiro de 1995 —, vigente no Mercosul.

equipe econômica do governo também quer isentar do Imposto de Renda os investimentos estrangeiros realizados no Brasil. Desde 2003, a isenção se aplica apenas a investidores de títulos públicos. A ideia é estender o benefício para títulos emitidos por empresas privadas, como as debêntures. A medida visa à atração de recursos e poderia valorizar o real em relação ao dólar.

Compartilhe:

Deixe um comentário