Consórcio de Governadores do NE: Maconhista dos respiradores é ligado à família do petista Suplicy

Luiz Henrique Ramos Jovino, um dos sócios da HempCare, empresa de produtos à base de maconha que assinou contrato de R$48 milhões com o governo petista da Bahia, para compra de respiradores que jamais foram entregues, foi sócio de dois parentes do vereador Eduardo Suplicy (PT-SP). Os sócios do enrolado Luiz Henrique, que é investigado na Polícia Federal, eram Roberto Matarazzo Suplicy, irmão do vereador, e Roberta Matarazzo Suplicy, sobrinha do petista e filha de Roberto.

Tudo em Família

A sociedade foi no badalado restaurante Filomena, que levava este nome em homenagem a mãe do petista, Filomena Suplicy.

Relações próximas

Ainda vigorando a sociedade com a família Suplicy, nomes que hoje figuram no escândalo do Consórcio de Governadores Nordeste já se ligavam.

Nomes aos bois

Edinho Silva, outro enrolado no escândalo dos respiradores, presidia o PT-SP, de Eduardo Suplicy, que estava no Senado.

Coluna do Claudio Humberto

Luiz Henrique Ramos Jovino, um dos sócios da HempCare, empresa de produtos à base de maconha que assinou contrato de R$48 milhões com o governo petista da Bahia, para compra de respiradores que jamais foram entregues, foi sócio de dois parentes do vereador Eduardo Suplicy (PT-SP). Os sócios do enrolado Luiz Henrique, que é investigado na Polícia Federal, eram Roberto Matarazzo Suplicy, irmão do vereador, e Roberta Matarazzo Suplicy, sobrinha do petista e filha de Roberto.

Tudo em Família

A sociedade foi no badalado restaurante Filomena, que levava este nome em homenagem a mãe do petista, Filomena Suplicy.

Relações próximas

Ainda vigorando a sociedade com a família Suplicy, nomes que hoje figuram no escândalo do Consórcio de Governadores Nordeste já se ligavam.

Nomes aos bois

Edinho Silva, outro enrolado no escândalo dos respiradores, presidia o PT-SP, de Eduardo Suplicy, que estava no Senado.

Coluna do Claudio Humberto

Compartilhe:

Deixe um comentário