PT se manifesta contra cassação de vereador que invadiu e agrediu cristãos na igreja: “perseguição ao nosso companheiro porque ele é negro”

O PT saiu em defesa de Renato Freitas, vereador que invadiu a Igreja Nossa Senhora do Rosário, em Curitiba. Nesta semana, o Conselho de Ética da Câmara Municipal aprovou o processo de cassação do parlamentar. A decisão seguiu para plenário. Freitas tem até a próxima terça-feira 17 para recorrer.

No site oficial da legenda, a notícia sobre o avanço do processo mencionou que Renato Freitas é alvo de “perseguição pelo bolsonarismo, pelo racismo, fascismo e por violações de direitos humanos”. “Apoio ao vereador para que continue lutando contra a direita racista”, escreveu a presidente nacional do PT, deputada Gleisi Hoffmann, no Twitter, ao associar Freitas à democracia.

Compartilhe:

Deixe um comentário