Ciro Gomes aumenta ataques a Lula e acusa petista de ter mandando ‘jagunços’ o agredirem

O pré-candidato à Presidência da República Ciro Gomes (PDT) subiu o tom das críticas contra Luiz Inácio Lula da Silva (PT), com quem rompeu após as eleições de 2018. Por meio das redes sociais ou em aparições públicos, o pedetista fez críticas ao concorrente nos mais diversos temas: economia, corrupção, articulação política, polarização e a aliança com o ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin, ex-tucano que se filiou ao PSB e será vice na chapa encabeçada por Lula. Além disso, Ciro acusou o ex-aliado de ter incitado agressões contra ele em uma manifestação na Avenida Paulista em outubro do ano passado. “O Lula pediu o impeachment do Fernando Henrique, do Itamar Franco… O único político para quem ele não pediu impeachment foi o Bolsonaro. Estávamos todos na rua pedindo o impeachment do Bolsonaro. O Lula não pisou lá e mandou os jagunços dele me agredirem fisicamente”, disse o ex-governador do Ceará no Twitter.

Compartilhe:

Deixe um comentário