Pesquisa aponta preocupação de baianos com alta da violência; infelizmente é fruto deixado por 16 anos do PT no estado. Lamentável!

O medo da violência é o sentimento que mais cresceu entre os baianos nos últimos dois meses, segundo indica resultado da pesquisa Genial/Quaest divulgada esta semana. 

Para 25% dos entrevistados a violência é o problema mais grave da Bahia, contra 10% verificados na mesma pesquisa feita no mês de março – o que representa um crescimento de 150%.

O levantamento ouviu 1.140 pessoas entre 13 e 16 de maio, período posterior às mortes de três policiais militares em Salvador e à onda de assaltos que se espalhou pelo estado. 

O soldado Alexandre José Ferreira Menezes Silva, de 30 anos, morreu com um tiro na cabeça enquanto trabalhava no bairro de Águas Claras, no dia 7 deste mês, e, menos de 24 horas depois, os policiais Victor Vieira Ferreira Cruz e Shanderson Lopes Ferreira, foram atacados por criminosos e morreram quando voltavam do sepultamento de Alexandre

Esta semana, o Monitor da Violência, do site G1 com a Universidade de São Paulo, mostrou que a Bahia é líder nacional no ranking de homicídios, com 1.326 mortes somente nos três primeiros meses de 2022. 

Compartilhe:

Deixe um comentário