Moraes manda bloquear perfis do PCO nas redes sociais; Partido disse que o ministro tem “sanha por ditadura” e o chamou de “skinhead de toga”

O ministro Alexandre de Moraes, do STF (Supremo Tribunal Federal), determinou nesta 5ª feira (2.jun.2022) abertura de inquérito contra o PCO (Partido da Causa Operária) por publicações da sigla na internet.

Moraes mandou bloquear os perfis da legenda nas redes sociais e determinou que o presidente da legenda, Rui Costa Pimenta, dê depoimento à PF (Polícia Federal) em 5 dias.

A investigação aberta pelo ministro é baseada no inquérito das fake news, que apura disseminação de notícias falsas contra a CorteA ordem para bloqueio das contas atinge os perfis do partido no Twitter, Instagram, Facebook, Telegram, Youtube e Tik Tok.

A decisão veio depois de publicação no Twitter em que o partido, de esquerda, chama o ministro de “skinhead de toga” e diz que ele está em “sanha por ditadura”. O PCO também pediu a “dissolução do STF”, em declaração semelhante a de grupos de direita, que figuram no inquérito da Corte.

Compartilhe:

Deixe um comentário