Petrobras distribuirá R$ 87,8 bilhões a acionistas; União receberá R$ 32 bilhões

A Petrobras anunciou, nesta quinta-feira (28/7), que aprovou o pagamento recorde de R$ 87,8 bilhões a seus acionistas. De acordo com a estatal, serão pagos R$ 6,73 por ação preferencial e ordinária em circulação.

Desse total, R$ 32 bilhões serão destinados à União, maior acionista da empresa, incluindo o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e o BNDESPar, braço financeiro do BNDES no mercado.

O montante será pago em duas parcelas de R$ 3,36 por ação preferencial e ordinária. A primeira será efetuada em 31 de agosto; e a segunda, em 20 de setembro.

A aprovação do dividendo proposto é compatível com a sustentabilidade financeira da companhia no curto, médio e longo prazo, e está alinhada ao compromisso de geração de valor para a sociedade e para os acionistas”, destacou a companhia.

Dividendos são uma parcela do lucro distribuído aos acionistas.

No primeiro trimestre, foram pagos R$ 48,5 bilhões em dividendos pela estatal. Desse montante, R$ 17,7 bilhões foram destinados aos cofres da União.

Na última segunda-feira (25/7), o secretário do Tesouro e Orçamento do Ministério da Economia, Esteves Colnago, declarou que a pasta solicitou às estatais federais, como a Petrobras, que avaliassem pagar mais dividendos ao governo neste ano eleitoral.

Com esse dinheiro, a economia compensaria o aumento dos gastos com a aprovação dos benefícios previstos na Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos Auxílios.

Metrópoles

COMENTE AQUI

Compartilhe:

Deixe um comentário