CSA | Brasil

Ciro critica Massa por ‘abandonar barco na tempestade’, após derrota

O senador piauiense que preside o partido Progressistas no Brasil, Ciro Nogueira, condenou, nesta segunda-feira (20), a iniciativa do ministro da Economia da Argentina, Sergio Massa, de pedir licença do cargo, horas após ser derrotado pelo presidente eleito Javier Milei, nesse domingo (19). Ciro ressalta que Massa era o candidato apoiado no Brasil pelo PT e pelo presidente Lula, ao criticá-lo por “abandonar o barco no auge da tempestade” de uma crise econômica que elevou a inflação a 142,7% em 12 meses, na Argentina.

“Era isso que o PT queria como presidente. Vergonha!”, condenou Ciro Nogueira, ao comentar a notícia não confirmada oficialmente de que a licença de Sergio Massa deve se estender o último dia do mandato do governo de Alberto Fernández.

Ontem, o senador que é ex-ministro da Casa Civil de Jair Bolsonaro (PL) celebrou a vitória de Milei dizendo que o dia serviria para autocrítica para a esquerda sul-americana e ó PT de Lula. O senador considerou a derrota de Massa como prova de que “desprezar o déficit público, cair no populismo, governar para um partido e não para o país tem limite”.