Disputa por controle de perfis de Lula nas redes opõe Janja à Secom

A primeira-dama Janja da Silva no 3º andar do Palácio do Planalto
Em seu próprio perfil nas redes sociais, Janja já mostrou o petista colhendo acerolas e jabuticabas, pescando ou plantando uma árvore no Palácio da Alvorada. Na foto, ela observa um evento do presidente do 3º andar do Palácio do Planalto

O monopólio sobre os perfis pessoais do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no X (antigo Twitter) e no Instagram virou alvo de uma disputa entre a primeira-dama Janja da Silva e 2 dos assessores diretos mais próximos do petista, o secretário de Imprensa, José Chrispiniano, e o secretário de Audiovisual, Ricardo Stuckert.

A exacerbação da peleja interna se dá no momento em que o próprio presidente tem atribuído publicamente à comunicação do governo a queda na sua popularidade. Mas as divergências se dão desde o início do ano.

Janja é próxima da secretária de Estratégia e Redes da Secom (Secretaria de Comunicação Social), Brunna Rosa, e quer que ela assuma o controle das contas pessoais do presidente nas redes sociais.

Atualmente, Rosa é responsável por administrar as contas institucionais da Presidência, como as páginas do Governo do Brasil (@govbr) e da Secom. Chrispiniano é o responsável pelo perfil pessoal de Lula no X, e Stuckert, pelo perfil pessoal do presidente no Instagram. A divisão de tarefas entre os 2 se deu ainda na campanha e foi mantida durante o governo.

Stuckert é fotógrafo de Lula desde o início do seu 1º mandato, em 2003. Esteve com o petista durante todo o seu governo (2003-2010) e no seu período fora da Presidência, inclusive quando Lula esteve preso por 580 dias na carceragem da Polícia Federal em Curitiba (PR). No atual governo, é o secretário de Produção e Divulgação de Conteúdo Audiovisual.

Chrispiniano assumiu a assessoria de imprensa de Lula quando ele deixou a Presidência, em 2010. Também permaneceu ao lado do chefe durante sua prisão na capital paranaense. Hoje, é secretário de Imprensa.

Na campanha eleitoral de 2022, Stuckert comandou toda a operação de imagem do então candidato. Mesmo com a estratégia tendo sido traçada pelo marqueteiro Sidônio Palmeira, coube ao fotógrafo definir como Lula seria retratado. Seu monopólio sobre a imagem do presidente continuou durante o governo.

Ainda na campanha eleitoral, a relação de Stuckert com Janja, construída desde a prisão em Curitiba, era boa e amigável. Os 2 fizeram juntos, por exemplo, o vídeo em que uma nova versão do jingle “Sem medo de ser feliz” foi apresentada na pré-campanha de Lula à Presidência, em maio de 2022. Ao longo do 1º ano do mandato, a relação, porém, esgarçou-se.

Assessores do presidente relatam que a primeira-dama restringiu o acesso a Lula até mesmo para os mais próximos no Planalto. Em agosto de 2023, ela reclamou nas redes sociais da cor de seu vestido em uma fotografia feita por Stuckert na posse do ministro Cristiano Zanin no Supremo Tribunal Federal. “Juro que meu vestido é um rosa bonito, não essa palidez”, publicou Janja em suas redes sociais na época.

Publicação de Janja no X em 3 de agosto de 2023

Há também uma divergência entre ambos sobre a forma de retratar Lula. Stuckert procura ângulos e posições em que o presidente pareça mais estadista. Janja, por outro lado, gosta de mostrar cenas cotidianas de Lula, especialmente nos finais de semana. Em seu próprio perfil nas redes sociais já mostrou o petista colhendo acerolas e jabuticabas, pescando ou plantando uma árvore no Palácio da Alvorada. Nestas ocasiões, a própria primeira-dama costuma filmar o marido e publicar diretamente.

Desde que a pressão aumentou para que Rosa assuma as redes pessoais de Lula, o presidente apareceu em situações informais em seus perfis. Em 19 de março, foi publicado um vídeo em que pratica sua caminhada matinal no Alvorada. Em alguns trechos, ele chega a correr.

“Eu queria convidar vocês a andarem, a fazer um pouco de exercício. Não ficar parado no sofá, não ficar sentado muito tempo porque isso vale uma consulta médica”, disse. Segundo ele, movimentar-se diariamente “vale até um check-up”.

Assista (1min26s):

No dia seguinte, em 20 de março, o presidente voltou a aparecer em trajes esportivos na área externa do Alvorada. Dessa vez para alimentar os peixes do espelho d’água do local.

A mudança de perfil das publicações foi atribuída a uma intervenção do marqueteiro Sidônio Palmeira. Com a queda na popularidade do presidente, ele foi chamado a Brasília para se reunir com Lula e com o ministro da Secom, Paulo Pimenta. Auxiliares de Stuckert, no entanto, ressaltam que o fotógrafo, vez ou outra, também faz imagens mais despojadas do presidente.

A Secretaria de Estratégias e Redes da Secom foi criada em 7 de março e Rosa foi designada para comandá-la em 21 de março. Anteriormente, ela havia sido nomeada como secretária de Análise, Estratégia e Articulação da Secom em 23 de novembro de 2023.

Fonte: Poder360

Últimas Notícias