Mulher dá à luz gêmeos com intervalo de 22 dias entre os nascimentos

Foto: Reprodução/UOL.

O caso dos gêmeos com 22 dias de diferença tem intrigado muitas pessoas.

A jovem inglesa Kayleigh Doyle viveu uma experiência rara e dolorosa no parto de seus filhos gêmeos. As crianças nasceram com 22 dias de diferença e em hospitais diferentes.

A bolsa dela estourou com apenas 22 semanas de gestação. O pequeno Arlo teve um parto muito prematuro e acabou não resistindo. O outro bebê, Astro, porém, se manteve em seu útero, embora as contrações se mantivessem.

Os médicos acreditavam que ela daria à luz logo em seguida e que provavelmente o bebê também morreria. Astro, porém, esperou mais 22 dias e felizmente sobreviveu. Ele nasceu por cesariana, em um parto programado para aumentar suas chances de sobrevivência.

O parto de Arlo ocorreu em 20 de março de 2021. Ele nasceu com apenas 1 kg e havia um coágulo na placenta que os médicos apontam como justificativa para a morte do bebê.

Kayleigh ficou cinco dias no hospital, mas Astro continuou no útero. “Os médicos ficaram perplexos conforme a lacuna entre um parto e o outro foi aumentando. Era uma angústia pensar que ele podia nascer a qualquer momento e ter o mesmo destino”, lembra.

Astro só nasceu em 11 de abril, após os médicos perceberem que a placenta dele havia se descolado, o que poderia cortar o oxigênio do bebê. O parto aconteceu sem intercorrências, e a criança se recuperou bem.

Após sua experiência incrível, apesar de dolorosa, Kayleigh decidiu se tornar enfermeira voluntária na UTI neo-natal onde aconteceu o parto de Arlo.

Como é possível que irmãos gêmeos, que normalmente compartilham o mesmo período de gestação, possam nascer com uma diferença de quase um mês?

A resposta está relacionada ao cordão umbilical. Durante a gravidez, os gêmeos podem compartilhar a mesma placenta, mas ter cordões umbilicais separados. Isso significa que um dos bebês pode receber nutrientes e oxigênio de forma mais eficiente do que o outro. À medida que a gestação avança, essa diferença no suprimento sanguíneo pode levar a um nascimento com semanas de intervalo.

É importante ressaltar que casos como esse são raros e geralmente ocorrem em situações específicas. A medicina ainda está estudando os fatores que podem levar a essa discrepância no desenvolvimento dos gêmeos.

Em resumo, os gêmeos com 22 dias de diferença são um exemplo fascinante da complexidade da gestação e do funcionamento do corpo humano durante esse período.

Com informações do Metrópoles.

Últimas Notícias