Nação salvou a si mesma em 1964, diz Mourão

Hamilton Mourão
O senador e ex-vice-presidente Hamilton Mourão (foto) não considera o evento histórico um golpe; no ano passado, se referiu à data como “revolução de 31 de março” e elogiou a ditadura

O senador e ex-vice-presidente Hamilton Mourão (Republicanos-RS) disse que, em 31 de março de 1964, a “nação salvou a si mesma”. Na data, deu-se início à ditadura no Brasil com o golpe militar, que completa 60 anos neste domingo (31.mar.2024).

“A história não se apaga e nem se reescreve, em 31 de março de 1964, a Nação se salvou a si mesma!”, declarou em seu perfil no X (antigo Twitter).

O congressista não considera o evento histórico um golpe. No ano passado, ele se referiu à data como “revolução de 31 de março” e elogiou a ditadura.

Diferentemente do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que decidiu ignorar o aniversário da ruptura democrática, a gestão do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), de quem Mourão era vice, costumava comemorar a efeméride.

Fonte: Poder360

Últimas Notícias