Tereza Cristina diz que presidente ‘insiste em bater’ no agronegócio

Nesta quinta-feira (28), a senadora Tereza Cristina (PP-MS), que já ocupou o cargo de ministra da Agricultura, criticou as declarações do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), afirmando que ele continua a atacar o agronegócio brasileiro.

As críticas surgiram após comentários de Lula sobre os representantes do setor, a quem ele se referiu como “conservadores e latifundiários”. As falas do mandatário foram feitas durante um evento em Belém (PA), na terça-feira (26), onde ele estava ao lado do presidente francês, Emmanuel Macron.

“Os conservadores, os latifundiários brasileiros costumam dizer que o povo indígena já tem muita terra no Brasil, já tem 14% do território demarcado (…) 14% é pouco diante do que eles precisam ter para manter seu jeito de viver”, declarou Lula.

Quando questionada sobre declarações anteriores de Lula, indicando uma possível aproximação com o setor produtivo, Tereza Cristina contestou, sugerindo que o petista está apenas “fingindo” interesse nessa aproximação. “O presidente não quer essa aproximação, ele insiste em bater no agro, ele finge que quer”, disparou.

“Eu fico muito apreensiva quando vejo um presidente da República falar mal de um setor. A maioria do agro brasileiro é tecnológica, um agro que faz 2 a 3 safras por ano na mesma área. O Brasil é imbatível em produtividade e produção sustentável”, disse Tereza Cristina à rádio Bandeirantes.

Últimas Notícias