Governo paulista deve conseguir R$ 15 bi com venda da Sabesp

André Salcedo, presidente-executivo da Sabesp fala sobre privatização da empresa no Brazil Investment Forum
Presidente-executivo da Sabesp, André Salcedo participou de painel do 10th Brazil Investment Forum, do Bradesco BBI

O valor a ser pago pelo controle da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) deve ser de R$ 15 bilhões, afirmou nesta 3ª feira (2.abr.2024) o Bradesco BBI. A estimativa é que a oferta seja feita até o fim de maio, mas isso poderá atrasar até agosto.

O presidente-executivo da empresa, André Salcedo, disse no 10th Brazil Investment Forum, do Bradesco BBI, nesta 3ª feira, que a empresa acompanha as estimativas do mercado sobre o valor da empresa. Quanto ao cronograma da privatização, afirmou que dependerá da convocação da assembleia da URAE (Unidade Regional de Água e Esgoto de Municípios) e do lançamento da privatização no Ibovespa. Essas etapas, por sua vez, só podem se dar depois de 30 dias da finalização do processo de revisão das contribuições da consulta pública.

Segundo Salcedo, a expectativa é de que a oferta seja lançada do final do mês de maio ao início de junho, podendo ser estendida até agosto para acomodar eventuais atrasos.

O executivo da empresa de saneamento também falou sobre a fatia da empresa que a gestão de Tarcísio de Freitas (Republicanos-SP) está disposta a vender. “O que temos escutado é que o [governo do] Estado [de São Paulo] quer que seja de 15% a 30% da companhia, mas não uma decisão ainda”, afirmou.

3.abr.2024 (11h02) – diferentemente do que havia sido publicado neste post, a estimativa de receita de R$ 15 bilhões com a privatização da Sabesp não é de André Salcedo, mas do Bradesco BBI. O texto acima foi corrigido e atualizado.

Fonte: Poder360

Últimas Notícias