Investigado pelo STJ, governador da Bahia é responsável pelo desvio 54,8 milhões na compra de 300 respiradores! Dinheiro público desperdiçado, escorrido pelo ralo.

O STJ investiga compras suspeitas do governo do estado na área de saúde. Segundo o tribunal a Bahia, em nome do consórcio Nordeste, efetuou, em Março, uma compra de 300 respiradores no valor de 49 milhões de Reais. A parte da Bahia, nesse montante, seria de R$10 milhões pagos antecipados a empresa Hemcare. Ao que consta, esses equipamentos nunca foram entregues ao governo estadual baiano ou a nenhum outro estado do consórcio.

Agora uma nova denúncia se soma à antiga e acusa o governo de ter feito uma segunda compra, dessa vez com a empresa Ocean 26, no valor de 44,8 milhões de Reais. Se confirmada essa denúncia o Estado da Bahia terá sofrido um prejuízo em torno de R$ 54,8 milhões. Dinheiro público desperdiçado, escorrido pelo ralo.

O Sindimed cobra do governo do Estado, e do próprio governador Rui Costa, uma resposta satisfatória sobre o uso de recursos públicos, que deveriam estar a disposição para o combate da Pandemia, e foram desperdiçados em uma transação nebulosa.

No momento em que a Bahia conta com mais de 85% de leitos de UTIs ocupados, todo recurso é valioso para salvar vidas.

Agora entendi o motivo desse governador fazer a encenação do chororô, pois está sendo investigado pelo MPF e agora caiu na CPI do covid
Infelizmente, a Bahia tornou-se polo do crime…
16 anos de petezada no poder… acordem baianos!

Compartilhe:

Deixe um comentário