Passeios de Turistas no RN tem queda de mais 70%, empresas tem dificuldades de sobreviver

O Sindicato das Empresas de Turismo do Rio Grande do Norte registrou uma queda de 70,77% nos passeios, empresas operam com redução de capacidade e protocolos sanitários reforçados.

Segundo pesquisa realizada pelo SINDETUR-RN, Sindicato das Empresas de Turismo do Rio Grande do Norte, o segmento registrou uma queda de 70,77% no número de passeios realizados entre Abril/2020 e Março de 2021, em comparação ao período anterior à pandemia, no Rio Grande do Norte.

“A pesquisa foi realizada entre as principais empresas de receptivos e passeios turísticos do estado, na qual representam 80% do mercado”, explicou Júnior Câmara, presidente do Sindetur-RN.

Esse dado é altamente preocupante, uma vez que o reflexo é muito forte nos municípios que recebem diariamente os turistas de “bate e volta”, como Parnamirim, Nísia Floresta, Tibau do Sul, Extremoz, Maxaranguape, Canguaretama, Baía Formosa, Galinhos, Rio do Fogo, São Miguel do Gostoso e Touros.

“Nestes municípios existem diversos serviços turísticos, tais como passeios de barco, quadriciclos, buggy, restaurantes, barracas de praia, lojas de artesanato, ambulantes, etc, que também estão sofrendo com essa queda do fluxo de passageiros. A cadeia de atividades que depende destes turistas é enorme”, finalizou Júnior Câmara.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.