Filipe Barros pede proteção a hacker que invadiu sistema do TSE: Marcos Roberto Correia da Silva, o VandaTheGod, está preso em Minas Gerais; ele afirma que teve acesso a dados de eleitores

O deputado federal Filipe Barros (PSL-PR) pediu ao ministro da Justiça e da Segurança Pública, Anderson Torres, e ao secretário estadual de Segurança Pública de Minas Gerais, Rogério Grecco, proteção especial a Marcos Roberto Correia da Silva, o hacker que invadiu os sistemas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) nas eleições municipais do ano passado.

hacker, que usa o codinome VandaTheGod, está preso em Minas. Barros publicou nas redes sociais um vídeo de uma conversa que ele próprio teve com Silva — em que o invasor digital confirma que teve acesso a informações do banco de dados do TSE, inclusive a dados de eleitores.

“O ato foi só um protesto. Nada de roubar informação, nada de prejudicar ninguém”, disse o hacker. “Invadi o site e passei informações para outra pessoa.”

Ao explicar a invasão ao sistema do TSE, Silva relatou que “a falha [permite] acessar o banco de dados”. “O que tiver de armazenamento do banco de dados vai ser tudo capturado”, afirma. “[Dados] Dos eleitores, também. Nome, CPF, foto, RG, dados biométricos também”, prossegue VandaTheGod.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.