Queiroga nega boatos de demissão e diz que ficará no Ministério da Saúde enquanto Bolsonaro achar útil

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, negou nesta quinta-feira (2) que tenha pedido demissão do cargo ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido). “Eu nem pedi demissão, nem vou pedir demissão“, disse em entrevista a jornalistas.

Estarei aqui no Ministério da Saúde até o dia que o presidente da República entender que eu sou útil“, afirmou.

A declaração foi dada cerca de uma hora depois do site O Bastidor divulgar que Queiroga teria pedido demissão. “Não sei a quem interessa essa indústria de boatos, de fake news, somente para tentar desestabilizar o governo inventando divisões no Ministério da Saúde“, disse ele.

Ele completou a declaração dizendo “Brasil acima de tudo e Deus acima de todos“, frase frequente do presidente Jair Bolsonaro.

Queiroga disse que assumiu o ministério a cerca de 5 meses “numa situação sanitária extremamente difícil“. Afirma que contou com o apoio de “todos os ministros” e com “as orientações do presidente” para desempenhar a campanha de vacinação contra a covid-19.

Poder 360

Compartilhe:

Deixe um comentário