VIVA O SUS: SOB O DOMÍNIO DO PT, RN tem 13 mil pessoas à espera de uma cirurgia eletiva

A fila de cirurgias eletivas no Rio Grande do Norte é de até 13 mil procedimentos, isto é, de pacientes que aguardam uma cirurgia na rede pública do Estado. O levantamento é da Secretaria de Estado da Saúde Pública do RN (Sesap-RN).

Um dos fatores que justificam essa espera por parte dos potiguares é a pandemia de coronavírus, que paralisou, por duas ocasiões, as cirurgias no RN. Em 2021, segundo a Sesap, foram feitas 982 cirurgias no Estado.

O período pandêmico em 2020 fez com que o Estado tivesse uma queda de 26% em procedimentos ambulatoriais em relação a 2019, segundo dados do Conselho Federal de Medicina (CFM).

De acordo com o CFM, o Rio Grande do Norte deixou de fazer 348.061 procedimentos médicos ambulatoriais ambulatórios pelo Sistema Único de Saúde. Em 2020, foram 985.905 procedimentos contra 1.333.970 em 2019.

Em comparação aos 16 estados do Norte Nordeste, o RN foi o 10º mais afetado com a situação. Só o Amapá e Distrito Federal apresentaram superavit entre todos os estados.

Para reduzir essa fila, a Sesap anunciou, em julho deste ano, a reativação do programa “Mais Cirurgias, Mais Saúde”, com o objetivo de realizar pelo menos 10 mil procedimentos cirúrgicos até o fim do ano nas 8 regiões de saúde do Estado. Veja a matéria completa na Tribuna do Norte.

Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.