Perseguição aos Cristãos: Missionários cristãos dos EUA são sequestrados por gangue no Haiti

Pelo menos 17 missionários cristãos americanos e suas famílias, incluindo crianças, foram sequestrados por uma gangue em Porto Príncipe, capital do Haiti, neste último sábado (16).

A informação foi repercutida pela mídia dos Estados Unidos. The New York Times, Washington Post e CNN informaram que o sequestro aconteceu depois que os religiosos deixaram um orfanato situado a 30 km da capital haitiana.

Informações primárias apontam que as vítimas incluem 14 adultos e três menores de idade.

Os missionários, que são do estado americano de Ohio, foram abordados quando estavam em um ônibus, a caminho do aeroporto. Eles estavam seguindo para Titanyen, uma vila ao norte da capital do país caribenho.

De acordo com a Rádio França Internacional (RFI), o sequestro foi realizado pela gangue chamada “400 mawozo”, que montou barricadas na estrada, desviou vários veículos e raptou não somente os missionários, mas também cidadãos haitianos.

Em abril, a mesma facção sequestrou 10 pessoas, incluindo sete membros do clero católico, cinco deles haitianos e dois franceses, que foram liberados após 20 dias.

Em um áudio obtido pela imprensa americana, um integrante do grupo Christian Aid Ministries, com sede em Ohio, afirma que “o diretor de campo missionário e a embaixada norte-americana estão trabalhando para ver o que pode ser feito”.

Compartilhe:

Deixe um comentário