Bolsonaro diz que Petrobras anunciará novo reajuste em 20 dias: ‘Não pode acontecer’

Presidente voltou a defender a privatização da estatal e disse que o maior vilão do preço final elevado dos combustíveis é o ICMS, sob responsabilidade dos estados

Nesta segunda-feira, 1º de novembro, antes do seu pronunciamento oficial na COP26, por vídeo, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) concedeu uma entrevista coletiva a jornalistas. Ele disse que a prioridade do Brasil neste momento é o preço dos combustíveis e disse que a Petrobras deverá anunciar um novo aumento em breve. “A Petrobras já anuncia, eu sei extraoficialmente, novo reajuste daqui a 20 dias. Isso não pode acontecer. A gente não aguenta, porque o preço do combustível está atrelado à inflação. Você falou em inflação, você perde o poder aquisitivo. E a população não está com uma salário preservado ao longo dos últimos anos. Os mais pobres sofrem. No tocante ao rendimento que a Petrobras dá ao governo federal, não me interessa esse recurso (…), nós queremos é que isso seja revertido diretamente na diminuição do preço do diesel, na ponta da linha”, afirmou Bolsonaro.

JOVEM PAN

Compartilhe:

Deixe um comentário