Flávio Bolsonaro diz que assassinato de guarda petista é ‘ato isolado e irresponsável’

Um dos filhos do presidente Jair Bolsonaro (PL), o senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) repudiou o assassinato do militante do Partido dos Trabalhadores (PT) e guarda municipal Marcelo Aloizio de Arruda, de 50 anos. Ele foi morto nesta madrugada em sua festa de aniversário, que tinha a decoração em alusão ao PT, pelo policial penal federal Jorge José da Rocha Guaranho, apoiador de Bolsonaro, em Foz do Iguaçu (PR).

“Repudio o atentado contra a vida do guarda municipal de Foz do Iguaçu. Um ato isolado e irresponsável, que absolutamente nada tem a ver com as pautas que defendemos para o Brasil. Não somos assim, não precisamos de mais “Adélios” [homem que esfaqueou Bolsonaro em 2018], não podemos e não vamos nos igualar à esquerda”, escreveu o senador em seu Twitter.

Compartilhe:

One thought on “Flávio Bolsonaro diz que assassinato de guarda petista é ‘ato isolado e irresponsável’

Deixe um comentário